Thursday, December 14, 2017
EDUARDO MATARAZZO SUPLICY

Prefeitura vai manter contrato com consórcio que administra a Feira da Madrugada

dezembro 05, 2017

Pedro Campos, da Prefeitura de São Paulo (FOTO: LUIZ FRANÇA/CMSP)

O contrato com o Consórcio de Compras S.A., que será o responsável por construir o Shopping Popular, no Pátio do Pari, onde hoje está a Feira da Madrugada, será mantido. A informação foi dada hoje pela Prefeitura de São Paulo em reunião da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Feira da Madrugada, da qual o vereador Eduardo Suplicy é integrante.

O chefe de gabinete da Secretaria Municipal do Trabalho e Empreendedorismo, Pedro Henrique Somma Campos, disse em depoimento  nesta terça-feira (5/12), que não há razões para interromper o contrato.

“Até esse momento a Secretaria de Trabalho não foi notificada formalmente sobre alguma irregularidade que inviabilize a continuidade do contrato.”

A interrupção do contrato é uma reivindicação dos comerciantes da Feira da Madrugada, que se recusam a ir para o espaço provisório, chamado de Amarelão.

O representante da Secretaria do Trabalho também confirmou que a intenção da Prefeitura e do Consórcio Circuito de Compras S.A. é interromper os trabalhos da Feira depois do Natal para iniciar a transferência dos comerciantes para o Complexo Amarelo, que fica no mesmo Pátio do Pari, mas do outro lado da linha férrea.

O presidente da Associação Estação Feira da Madrugada, Ananais Rodrigues, o Obama Brasil, que representa dois mil comerciantes, informou que eles não vão deixar a Feira depois do Natal.

“A Comissão de trabalhadores juntamente com a Associação decidiu em ata que nós não vamos deixar a atual Feira da Madrugada para o Amarelão e nem para lugar nenhum.”

Esta foi a última reunião ordinária da CPI da Feira da Madrugada. O relatório final deverá ser apresentado na próxima terça-feira (12/12) pelo vereador relator Camilo Cristófaro (PSB).

Por favor Subscreva e dê um Gosto:

Intagram

Partilhar

Facebook