Thursday, November 23, 2017
EDUARDO MATARAZZO SUPLICY

Feira da Madrugada: Hortifrúti continua no centro das discussões

outubro 31, 2017

Representantes dos trabalhadores do Hortifrúti (FOTO: LUIZ FRANÇA/CMSP)

A CPI da Feira da Madrugada realizou uma reunião de trabalho nesta terça-feira (31/10) e ouviu administradores e ex-administradores do hortifrúti, do Pátio do Pari, ligados a Secretaria do Trabalho e Empreendedorismo. Parte do Pátio do Pari também é ocupada pela Feira da Madrugada. O vereador Eduardo Suplicy é integrante da comissão.

O hortifúti ocupa atualmente 8 mil metros quadrados de área construída e mais 18 mil metros quadrados do estacionamento, que é administrado pela Accapp (Associação dos Comerciantes da Central de Abastecimento Pátio do Pari).

Um dos atuais administradores do hortifruti, Walter Paulo da Veiga Ferro, funcionário de carreira, ligado a Secretaria do Trabalho e Empreendedorismo, informou que atualmente existem no hortifruti 267 permissionários com TPU (Termo de Permissão de Uso) e 19 com processos de regularização.

Ferro explicou que a função dele e do outro administrador do hortifruti, Marcio de Siqueira Costa, é fiscalizar a metragem dos boxes usados pelos comerciantes e tratar de questões administrativas. Além disso, é atribuição dos administradores fiscalizar as mercadorias designadas ou não em cada boxe, já que cada TPU tem a autorização para comercializar determinados produtos.

Ele confirmou que cada permissionário paga um valor para a Prefeitura, por metro quadrado utilizado, além de um valor de condomínio administrado pela Associação dos Comerciantes. “Por metro quadrado para a Prefeitura, por mês, se paga R$ 25. Para o condomínio, que é o rateio das despesas: lixo, segurança, bombeiro, energia, água, se paga em torno de R$ 14 o metro quadrado.”

Sobre a relação com o Consórcio Circuito de Compras S.A., que venceu a licitação para a construção de um Shopping Popular em parte do Pátio do Pari, o administrador do hortifrúti  explicou que não há ressalvas. Mas Ferro disse que eles possuem 8 mil metros de TPU em parte da estrutura do hortifrúti. “Eles abrangeram 8 mil metros quadrados, cedidos pela Prefeitura. Então eles absorveram esse espaço que é ocupado em parte pelo hortifruti.”

* Com informações do Portal da Câmara

 

Por favor Subscreva e dê um Gosto:

Intagram

Partilhar

Facebook